quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Nuggets...Nuggets...Nuggets...Nuggets...





Garage Rock


Garage Rock foi um movimento musical que surgiu no meio dos anos 60, sendo sua maior inspiração a British Invasion (nomes como Beatles, Herman's Hermits , The Kinks, Small Faces, The Who,...), e seus criadores foram grupos dos EUA que faziam um rock n´roll cru. Isso tudo resultou numa profusão de boas bandas (variando de um som punk, passando pela psicodelia, ao blues rock) que gravaram seus compactos com pouca grana (algumas delas lançaram apenas singles), mas muita imaginação e competência. O nome dado ao estilo não podia ser mais fiel, já que muitas das bandas ensaiavam na garagem de suas casas. O visual adotado, assim como o som, era o mais diverso: mods, hypsters, hippies, flower power,... O LSD era a droga do momento para as bandas psicodélicas (que também faziam uso de maconha e chá de cogumelo), enquanto as do chamado garage punk preferiam a cocaí­na e o speed. Essa onda junkie era transparente nas letras e na sonoridade, caracterizada pelo uso do pedal fuzz (que se tratava da distorção mais barata) e dos teclados Vox e Farfisa. Um ponto interessante de se notar no Garage, é que ele foi o estilo primordial adotado por vários artistas consagrados, como: Lou Reed (integrante do The Primitives e do The Roughnecks), Jonh Cale (parceiro de Lou no Primitives), Ron Wood (que participou de um dos ícone do garage, The Creation além de ter tocado no The Birds), Iggy Pop (baterista do The Iguanas), Ian Gillan e Roger Glover (músicos do Episode Six - UK), Marc Bolan (John´s Children) entre outros. O Garage rock perdeu sua "notoriedade" nos anos 70, contando com poucas referências, voltando à tona nos anos 80 com as bandas revivalistas e a redescoberta das coletâneas e caixas especializadas no estilo. Hoje em dia, essa vertente que se encontrava no ostracismo, começa a ganhar força com a formação de novos grupos que resgatam o garage. Podemos observar uma forte tendência nacional em revitalizar esse estilo tão rico em nuances sonoras e vertentes.




Bandas:Chocolate Watchband, Sonics, Shadows of Knight, Blues Magoos, The Creation, The Pretty Things, The Poets, Baskerville Hounds, Birds, Standells, Count Five, Strawberry Alarm Clock, Sam the Sham and the Pharaohs, ? & the Mysterians, The Electric Prunes, The Trashmen, Magic Mushrooms, Warner Brothers, H.P. Lovecraft, 13th floor elevators, We The People, Lemon Pipers, Lemon Drops, The Castaways, Kingsmen, The Seeds, The Leaves, Syndicate of Sound, Hepstars (Suécia), The Gants, Los Mockers (Uruguai), The Five Americans, Os Incrí­veis(Brasil), The Remains, Los Shakers (Uruguai), The Easybeats (Austrália), Los Gatos (Argentina), Golden Cups (Japão), The Jets (Singapura), The Motions (Holand), The Lords (Alemanha), Los Macs (Chile), The Mops (Japão), Q65 (Holanda), Les Napoleons (Canadá), Ronnie Bird (França), Los Saicos (Peru), Los Vidrios Quebrados (Chile), The Teenagers (Grécia), The Rabbits (Grécia), The Bristols (Dinamarca), The Hunt (Dinamarca), The Eagles (Dinamarca), Les Candidates (Dinamarca), Olympic (Tcheco-eslováquia), The Siluete (Iugoslávia), Czerwone Gitary (Polônia), Los Brincos (Espanha), The Monks, The Shaggs, Outsiders, Human Beinz, Mockingbirds, Golden Earrings, entre outras. Bandas Revivalistas: Fuzztones, Barracudas, Thee Milkshakes, Thee Headcoats, Thee Headcoatees, Billy Childish, Buff Medaways, Danko Jones, Thee Mighty Caesars, 5.6.7.8.´s, The Mummies, The Cynics, White Stripes, Strollers (Suécia), Grave Digger, Before and After, Head and the Hares (Itália), The Others (Itália), Wellwater Conspiracy (Inglaterra), A-Bombs (Suécia), Andy G and The Roller Kings, The Backdoor Men (Suécia), Baby Woodrose (Dinamarca), Beach Bitches (França), Flaming Sideburns, Chesterfield Kings,Dirtbombs, The Makers, Delmonas, Gore Gore Girls, entre outras. Brasil: FuzzFaces, The Honkers, Nadsat. Coletâneas e caixas:Nuggets - Original Artyfacts From the First Psychedelic Era - Volume 1 (65-68)Nuggets - Original Artyfacts from the British Empire & Beyond - Volume 2 (64-69)Back From The GravePebblesOh Yeah! The Best of Dunwich Records.



Por: Luísa Sá Barreto Pimentel



Esta matéria foi "roubada" do blog/zine Nuggets Zine: http://br.geocities.com/nuggets_zine/edition1.html



Mas vamos ao que interessa, os links pra Download da coletânea:
Disco 01:
Disco 02:
Disco 03:
Disco 04:



Um comentário:

Escarro Napalm disse...

pow, foda, mas as mp3 tão numa definição muito baixa, 32kbps. Aí complica, o "padrão" é 120 né ...
Será que rola legal em qualquer som ?